25 ( VINTE E CINCO ) PEDÁGIOS NO INTERIOR DE SP

Posted On 24/02/2016

Filed under Uncategorized

Comments Dropped leave a response

Alckmin planeja 25 novos pedágios em estradas paulistas

Jorge Araujo – 10.fev.2016/Folhapress
Rodovia Miguel Melhado Campos, em Vinhedo, deverá ganhar praça de pedágio
Rodovia Miguel Melhado Campos, em Vinhedo, deverá ganhar praça de pedágio

MARCELO TOLEDO
DE RIBEIRÃO PRETO

21/02/2016 02h00

Compartilhar
PUBLICIDADE

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) prepara a instalação de 25 novos pedágios no litoral e no interior paulista, em um projeto de novas concessões de rodovias. Com previsão de início no próximo verão, a cobrança já é alvo de queixas e protestos.

A proposta prevê quatro novos lotes de concessão, num total de 2.266 km de vias e investimento de R$ 10,8 bilhões em 30 anos. As novas praças se somarão aos 153 pedágios já existentes, em 6.400 km de 20 concessões.

Moradores, empresários, prefeitos e sindicatos de transporte de carga têm se articulado para pedir que Alckmin reveja a decisão. Eles argumentam que o setor produtivo terá prejuízo, que o intercâmbio entre municípios será prejudicado e que regiões dependentes de rodovias ficarão “ilhadas” .

Já houve protestos em três municípios –Cristais Paulista, Franca e Batatais–, e um grupo de 20 associações comerciais enviou um manifesto contra a proposta ao governador tucano.

Os editais serão apresentados em abril, e a previsão da Artesp (agência de transporte de SP) é que o resultado da concorrência internacional seja conhecido em julho. O vencedor terá um programa de melhorias a implantar antes de cobrar a tarifa, cujo valor ainda não está definido. Essa etapa pode levar cerca de seis meses, dizem concessionárias. Assim, é possível que a cobrança nos novos pedágios comece a vigorar nas férias de verão.

A medida entrará em vigor meses após o início da cobrança de pedágio na rodovia Tamoios, no litoral norte -que não integra o pacote de novas concessões. O trecho de São José dos Campos a Caraguatatuba deverá sair por R$ 9,10.

http://arte.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/02/21/pedagios-em-estudo/?

QUEIXA

“Passamos a aceitar pedágio como um mal necessário, mas ele não é. O Estado arrecada, deveria oferecer boas estradas por conta, mas não o faz”, disse Dorival Mourão Filho, presidente da associação comercial de Franca (a 400 km de São Paulo). A cidade alega que dois pedágios em cidades vizinhas encarecerão a produção.

O prefeito de Praia Grande (a 71 km de SP), Alberto Mourão (PSDB), também procurou o Estado para pedir a exclusão do pedágio local da concessão. “Certamente ocasionará prejuízos para o desenvolvimento econômico e aumentará ainda mais os desvios [de rota] para dentro da cidade”, escreveu à Artesp.

Nesta segunda-feira (22), prefeitos se reunião com o secretário de Estado de Logística e Transportes, Duarte Nogueira, para discutir o tema. O Estado alega que a história do programa de concessões é de sucesso, que, nesses novos lotes, vai duplicar 335 km e que os pedágios serão 27% mais baratos.

A gestão Alckmin afirma ainda que não vai “forçar” a implantação. “Se a sociedade mostrar que não quer um benefício proposto em determinado lote, ninguém vai colocá-lo a fórceps. Onde o programa passou, aumentou a renda da população, os empregos e a eficiência do setor produtivo, reduziu o consumo de combustível e tornou a viagem mais rápida”, disse Nogueira (leia abaixo).

A previsão é que, nos quatro lotes, trafeguem 306 mil veículos por dia em 2017. “Não somos contra pagar pedágio, somos contra o absurdo do preço que se paga”, disse Flávio Benatti, presidente da Fetcesp (federação das empresas de transporte de carga de São Paulo).

Editoria de Arte/Folhapress

OUTRO LADO

Secretário de Logística e Transportes da gestão Geraldo Alckmin (PSDB), Duarte Nogueira afirma que a implantação de novas praças de pedágio em São Paulo faz parte de um programa que mostrou ter sucesso no Estado. Ele diz ainda que a parceria com a iniciativa privada é importante porque o governo não tem recursos para as obras de melhorias.

Segundo o secretário, os editais vão prever a possibilidade de descontos nas tarifas dependendo do dia ou do horário em que o motorista passar pelas cabines. “Análise da CNT [Confederação Nacional do Transporte] aponta que 19 das 20 melhores do país estão em São Paulo e fazem parte do programa de concessão”, diz.

De acordo com o secretário, o sistema permite que São Paulo tenha mais eficiência no transporte, gerando menos custos de manutenção de caminhões, pois as rodovias não têm buracos, são bem sinalizadas e permitem mais rapidez no transporte.

Nogueira declarou ainda que o investimento é muito alto para ser feito pelo Estado. “Com a grave crise, São Paulo perdeu R$ 7 bilhões em receitas. Cortamos na carne, refizemos cronogramas. Não há mágica, não há milagre.”
Foram realizadas cinco audiências públicas sobre o tema desde janeiro. A consulta pública deveria ter sido aberta na quinta (18), mas, segundo a Artesp, isso não ocorreu porque estão sendo analisadas as demandas que surgiram nas audiências. Quando for aberta, ela inicialmente ficará disponível até abril.

A ideia é que, a cada cinco anos, os contratos sejam reavaliados em relação a obras necessárias ou a trechos que precisarão ser duplicados e cuja previsão não estava no contrato inicial. A correção do pedágio será feita pelo IPCA, índice de inflação medido pelo IBGE.

OUTRAS PRAÇAS

Além das concessões de novas rodovias, haverá concorrências para as malhas viárias administradas pela Autovias e pela Vianorte, empresas que atuam na região de Ribeirão e cujos contratos vencem em 2018. As cinco praças de pedágio da Autovias serão assumidas pelo vencedor do lote C. As quatro da Vianorte ficarão com o ganhador do lote D.

Quando isso ocorrer, diz Nogueira, o preço da tarifa também vai cair 27%, como os das demais novas praças. As concessões integram um programa de mobilidade lançado pelo Estado que prevê investimentos em metrô, ônibus intermunicipais, rodovias e aeroportos. Serão concedidos aeródromos em Itanhaém, Ubatuba, Jundiaí, Campinas (Amarais) e Bragança Paulista, em lote único.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s