Guarda Municipal atira contra camelôs durante tumulto no RJ

Posted On 22/09/2014

Filed under Uncategorized

Comments Dropped leave a response

ois vendedores ambulantes foram baleados por um guarda municipal no início da noite desta sexta-feira (19), no camelódromo da Uruguaiana, no centro do Rio. Nenhum dos dois vendedores teve ferimentos graves. De acordo com informações de policiais da 4ª DP (Cidade Nova), onde o caso foi registrado, os disparos foram feitos pelo guarda municipal Fernando Perpétua da Cunha. Em depoimento, o agente disse que se sentiu acuado por vários ambulantes e realizou os disparos para afastar o grupo. Foram atingidos por balas perdidas Faguiane dos Santos, 32, e Iago Oliveira Gonçalves, 20.

Após serem atendidos no Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro, os dois prestaram depoimento na delegacia. “Estava na esquina da avenida Passos com o camelódromo quando vi a confusão. De repente senti uma dor na minha coxa esquerda. Foi tudo muito rápido, achei que fosse uma pedra, mas depois que senti queimando”, disse Faguiane, vendedora de bebidas há 15 anos no centro. Gonçalves, ferido no braço direito, afirmou que cerca de 20 pessoas atiravam pedras contra os agentes. “Os guardas chegaram reprimindo os camelôs e teve essa briga. Teve muita confusão, pedras, mercadoria sendo atirada. De repente o cara sacou a arma e atirou”, afirmou. Os dois afirmaram à reportagem que pretendem processar a GM-Rio (Guarda Municipal do Rio) pelas lesões.

Cunha foi autuado em flagrante por dupla tentativa de homicídio, porte ilegal de arma e disparo de arma de fogo -já que os guardas municipais não possuem autorização para trabalhar armados. A arma estava registrada no seu nome. Após prestar depoimento, o agente saiu da delegacia algemado e foi conduzido para uma unidade do sistema carcerário. Em nota, a assessoria da Guarda Municipal disse que um grupo de ambulantes que atua na região cercou uma equipe de quatro guardas que realizavam patrulhamento de rotina. Os agentes tentavam apartar uma briga de casal quando foram cercados e agredidos. Segundo a GM-Rio, a ação violenta dos ambulantes é uma represália às operações de combate à desordem urbana realizadas pela corporação. Durante a confusão, um ônibus e uma van da Guarda Municipal foram apedrejados. Quatro agentes também foram atendidos no hospital com ferimentos leves e liberados. Ainda na nota, a GM-Rio disse que condena a atitude do agente e iniciou processo para a sua demissão. A polícia não conseguiu identificar os ambulantes que agrediram a equipe de guardas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s