Tropa de Choque da PM é acionada no CDPPoliciais foram chamados para garantir a entrada de presos em centro de detenção da capital paulista

Posted On 20/03/2014

Filed under Uncategorized

Comments Dropped leave a response

  • 20/03/2014 12:57

Tropa de Choque da PM é acionada no CDP

Policiais foram chamados para garantir a entrada de presos em centro de detenção da capital paulistaAGÊNCIA BRASIL

Reprodução/TV GloboA Tropa de Choque entrou no local com 100 presosA Tropa de Choque entrou no local com 100 presos
Nesta quinta-feira, a Tropa de Choque da Polícia Militar foi acionada para garantir a entrada de presos no Centro de Detenção Provisória (CDP) no Belém, Zona Leste de São Paulo, segundo o SPTV.
Daniel Grandolfo, o presidente do Sindicato dos Agentes Pentinenciários (Sindasp), não aceitou a ação dos policiais. Ele disse que os funcionários poderão ser detidos caso não permitam a entrada de policiais.
A Tropa de Choque entrou no local com 100 presos após conversa com os agentes penitenciários, que estão em greve desde o dia 10 de março.
 
Polícia tenta transferir presos, mas desiste
A Polícia Civil tentou transferir, na manhã desta quinta (20), cerca de 100 detentos que estão na carceragem do 2º Distrito Policial (DP), no bairro do Bom Retiro, região central, para o Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém, na zona leste, mas desistiu por receio de confronto com agentes penitenciários, que estão em greve desde o dia 10 deste mês.
Quatro caminhões saíram por volta das 10h do 2ª DP, escoltados por agentes da Polícia Civil, em direção à zona leste, mas pouco tempo depois retornaram por causa de um protesto dos agentes penitenciários, em frente ao CDP do Belém.
De acordo com os policiais civis, a desistência ocorreu para evitar qualquer tipo de confronto com os grevistas. O 2º DP é um dos oito distritos da capital que recebem presos de passagem, enquanto aguardam a transferência para CDPs.
Por causa da greve dos agentes penitenciários, as transferências foram suspensas, o que provocou a superlotação desses distritos.
A capacidade do 2º DP, por exemplo, é 35 detentos, mas atualmente abriga aproximadamente 140. Segundo os policias civis, novas tentativas de transferência de presos devem ser feitas pelo Centro Integrado de Assuntos Prisionais.
Em nota, a Secretaria de Administração Penitenciária informa que o governo paulista “mantém a disposição de negociar com as entidades representantes dos agentes penitenciários e espera responsabilidade dos líderes do movimento na manutenção dos serviços essenciais determinados por lei”.
A nota lembra que “o juiz Sérgio Serrano Nunes Filho, da 1ª Vara da Fazenda Pública, determinou  que ficam proibidas quaisquer medidas que impeçam o transporte de detentos para audiências e julgamento e a transferência de presos entre unidades.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s