Polícia Civil tenta transferir detentos, mas desiste para evitar confronto em SP

Posted On 20/03/2014

Filed under Uncategorized

Comments Dropped leave a response

Greve dos agentes penitenciários suspendeu as transferências de presos em SP, o que provoca superlotação de delegacias

Agência Brasil

A Polícia Civil de São Paulo tentou transferir, na manhã desta quinta-feira (20), cerca de 100 detentos que estão na carceragem do 2º Distrito Policial (DP), no bairro do Bom Retiro, região central, para o Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém, na zona leste, mas desistiu por receio de confronto com agentes penitenciários, que estão em greve desde o dia 10 deste mês. Quatro caminhões saíram por volta das 10h do 2ª DP, escoltados por agentes da Polícia Civil, em direção à zona leste, mas pouco tempo depois retornaram por causa de um protesto dos agentes penitenciários, em frente ao CDP do Belém.

Leia também: 

Força Tática da PM tira agentes penitenciários de CDP ‘no braço’ em Hortolândia

Greve de agentes penitenciários lota delegacias de São Paulo

Futura Press

Caminhão com mais de 30 detentos aguarda para entrar no Centro de Detenção Provisória da Aparecidinha na cidade de Sorocaba, na segunda-feira (17)

De acordo com os policiais civis, a desistência ocorreu para evitar qualquer tipo de confronto com os grevistas. O 2º DP é um dos oito distritos da capital que recebem presos de passagem, enquanto aguardam a transferência para CDPs.

Mais: Greve impede entrada de presos no Centro de Detenção Provisória de Sorocaba

Por causa da greve dos agentes penitenciários, as transferências foram suspensas, o que provocou a superlotação desses distritos. A capacidade do 2º DP, por exemplo, é 35 detentos, mas atualmente abriga aproximadamente 140. Segundo os policias civis, novas tentativas de transferência de presos devem ser feitas pelo Centro Integrado de Assuntos Prisionais.

Em nota, a Secretaria de Administração Penitenciária informa que o governo paulista “mantém a disposição de negociar com as entidades representantes dos agentes penitenciários e espera responsabilidade dos líderes do movimento na manutenção dos serviços essenciais determinados por lei”. A nota lembra que “o juiz Sérgio Serrano Nunes Filho, da 1ª Vara da Fazenda Pública, determinou que ficam proibidas quaisquer medidas que impeçam o transporte de detentos para audiências e julgamento e a transferência de presos entre unidades.

Leia tudo sobre: greve • agentes penitenciários • são paulo • igsp • cdp
Texto
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s