João Alkimin – NÃO CONCORDO ( com o Deputado Olímpio ) Matéria veiculada pelo blog flitparalisante.

Posted On 21/11/2013

Filed under Uncategorized

Comments Dropped leave a response

João Alkimin – NÃO CONCORDO ( com o Deputado Olímpio )14

NÃO CONCORDO

Vi um spot de programa político onde o Deputado Olímpio, que também é Major PM, dizer que Polícia frouxa, bandidos fortes.
Discordo frontalmente dessa afirmativa, não temos uma Policia frouxa, temos uma polícia Civil acovardada, amedrontada pela perseguição incansável que lhe moveu o pior Secretário de Segurança Pública que  São Paulo já teve, de má índole, perseguidor e acima de tudo jejuno no quesito Segurança pública, pois desde quanto Promotor de Justiça entende de investigação, de campana ou de Polícia Judiciária? Entende quando muito de denunciar muitas vezes inocentes. Poderia citar vários exemplos das arbitrariedades e ilegalidades cometidas por esse indivíduo, Conde Guerra, Frederico Miguel e Paulo Fleury… cujo único crime em minha opinião, foi ter sido frouxo e não ter partido a cara do Secretário quando o mesmo escudado em seus assessores lhe disse “Não passa vontade!”. Certamente, o pai do Paulinho deve estar até hoje se revirando no caixão de ódio do filho, pois perdido por um, perdido por dez! Se sabia de qualquer maneira, mesmo sem motivo, seria demitido, pelo menos levasse consigo o sentimento de dever cumprido e agradecimento de toda classe.
Agora tempos uma policia “frouxa” segundo o Deputado, com o que já disse não concordar, mas se ela é frouxa senhor Deputado, é pela policia não ter representantes a altura na Assembléia. Deputados que realmente lutem a causa da policia e não aqueles que  ficam apenas fazendo proselitismo na tribuna ou frente as câmeras de televisão.
Em realidade e não tentemos tapar o sol com a peneira, todos Parlamentares sem exceções, tem seus interesses públicos e privados, republicanos ou não e vão até certo ponto e daí não passam! Ou seja, brincam de fazer oposição, de defender algo que seja do interesse de algumas classes, até o  Governador os convocar e dizer: “Chega de brincadeira, se  continuar assim, os seus pedidos de verba não serão atendidos”, a partir desse momento as coisas mudam.
Realmente não temos oposição digna desse nome, temos sim uma oposição consentida. Não podemos nos esquecer que a policia militar durante toda a famigerada gestão Ferreira Pinto teve tudo o que queria e as vezes nem precisava, enquanto a Policia Civil mendigava o que lhe era dado como um favor.
Por que nenhum Deputado ainda criticou da Tribuna da Assembléia a demissão do Conde Guerra? Por que nenhum deles pediu a instauração da CPI para verificar o número de demissões injustas?…O numero de todos os Policiais Civis que se suicidaram por não aguentar a pressão da Corregedoria subordinada ao Gabinete do Secretário, onde o Delegado Delio Montresor era seu acólito, cumprindo rigorosamente suas ordens: “coloque o Conde Guerra na rua, absolva os policiais que torturaram a escrivã” e assim foi enquanto Ferreira Pinto era o imperador da Segurança Pública, podendo inclusive atropelar pessoas e fugir do local, que depois um policial militar subordinado ia buscar a bicicleta da vítima. Portanto, não basta participar passeatas, açular a Instituição Policia Civil a fazer greves ou passeatas e depois os largar novamente sozinhos.
Mas não é somente o Deputado Olímpio, são todos os Deputados que somente tem interesses pontuais em conseguirem a nomeação de apaniguados para Diretorias, Seccionais e Titularidades de Distritos, não se preocupando com operacionais, plantonistas e população. Portanto só se preocupam com os próprios interesses, porque ninguém pugna pela nomeação de uma autoridade se não tiver um interesse próprio e inconfessável.
E afinal, temos um Delegado Geral tíbio e que não toma nenhuma posição ou atitude. Vejam, o tempo de gestação de uma mulher é de nove meses, de uma mula onze que é o tempo que o Delegado Geral está no poder. E o que fez o mesmo até agora Policia Civil ? Absolutamente nada. Somente algumas mudanças pontuais e que diga-se de passagem lembram um parto a fórceps. Não foram coisas naturais e espontâneas.
Pobre Policia Civil que ainda acredita que algum Político em algum momento os ajudará, talvez na eleição quando precisarem de votos se lembrem da Policia Civil. Mas ainda temos um ano de sofrimento para a Policia Civil…
João Alkimin

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s