Petistas receberam lençóis e sabonetes de outros presos e conseguiram ver suas mulheres antes dos dias programados para visitas no presídio

Posted On 19/11/2013

Filed under Uncategorized

Comments Dropped leave a response

Petistas receberam lençóis e sabonetes de outros presos e conseguiram ver suas mulheres antes dos dias programados para visitas no presídio

O início da vida de presidiário do ex-ministro chefe da Casa Civil José Dirceu, do ex-presidente do PT José Genoíno e do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares tem sido marcado por alguns privilégios e pela solidariedade de outros detentos.

Conheça a nova home do Último Segundo

Veja a pena e o regime de prisão dos 12 condenados no mensalão

Mais sete condenados aguardam ordem de prisão de Barbosa

Na chegada ao Centro de Internamento e Reeducação (CIR), na noite de segunda-feira, os três detentos petistas foram bem recebidos por outros presos. Alguns ofereceram lençóis limpos e sabonetes. Eles evitam tomar água do presídio e têm acesso a água mineral fornecida por amigos e familiares. A refeição é balanceada, conforme prescrição médica para Delúbio e para Genoino. “O início foi difícil, mas aos poucos as coisas estão melhorando”, disse o deputado Paulo Fernando dos Santos, o Paulão (PT-AL).

As visitas de familiares só ocorrem, oficialmente, às quartas e quintas. Mas desde a noite de segunda-feira alguns familiares dos petistas conseguiram acesso à Papuda por meio de parlamentares, que têm trânsito livre no presídio.

Genoino recebeu a visita da mulher Rioco Kayano e dos filhos Ronan e Miruna. Delúbio, na manhã desta terça-feira, também com a ajuda de amigos parlamentares, recebeu a visita da mulher Mônica Valente e de um irmão. Na tarde desta terça, é esperada a visita de Zeca Dirceu ao pai José Dirceu. Segundo funcionários da Papuda, não há restrições às pessoas que integram as comitivas dos parlamentares que visitam a unidade prisional.

Na fila

A permissão a familiares dos petistas fora dos dias oficiais revoltou algumas esposas de detentos. Normalmente, elas chegam 24 horas antes do início da distribuição de senhas para conseguir ficar com seus parentes o maior tempo possível. Na manhã desta terça-feira, cerca de dez familiares estavam nas proximidades do Complexo da Papuda esperando por senhas.

“Eu queria apenas que essas mulheres também ficassem na fila ao lado da gente”, disse a mulher de um detento condenado a 20 anos pelo crime de latrocínio. “Isso é uma injustiça. Só porque são políticos eles podem receber visita a qualquer hora?”, criticou outra mulher na fila.

Elas afirmam que, “graças à prisão dos petistas”, pela primeira vez a administração do presídio da Papuda disponibilizou um banheiro químico para os familiares de detentos e permitiu a colocação de barracas na região. Funcionários do complexo disseram ao iG que sempre há banheiros químicos para familiares de detentos nos dias de visita.

Além de Dirceu, Delúbio e Genoino, Marcos Valério, operador do mensalão, também recebeu visita – mas de advogados. Na manhã desta terça-feira, a ex-presidente do Banco Rural Kátia Rabelo e a ex-diretora da SMP&B Simone Vasconcelos foram vistas tomando seu primeiro banho de sol na Papuda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s