Polícia Civil detém quase 3.000 durante megaoperação

Posted On 09/11/2013

Filed under Uncategorized

Comments Dropped leave a response

Polícia Civil detém quase 3.000 durante megaoperação

 

Atualizado às 19h17

A Polícia Civil deteve quase 3.000 pessoas durante megaoperação realizada na quinta-feira (7) para combater crimes contra o patrimônio e desarticular facções criminosas. Batizada de Operação Unus, a ação durou cerca de 10 horas e foi deflagrada em todo o Estado de São Paulo.

“Foram 30 dias de planejamento para que pudéssemos realizar essa operação”, disse o delegado-geral da Polícia Civil, Luiz Mauricio Souza Blazeck. O trabalho de investigação resultou no cumprimento de 701 mandados de prisão criminal, 703 de prisão administrativa, além de 869 de busca e apreensão.

No total, 2.616 suspeitos foram presos, dos quais 758 foram em flagrante. Mais 326 adolescentes foram apreendidos, 140 deles por mandado judicial. De acordo com Blazeck, a alta concentração de policiais civis em locais com maior ocorrência de alguns crimes contribuiu para os 610 flagrantes registrados pelas equipes entre 8h e 18h de ontem.

“Houve uma reunião de esforços de 6.975 policiais civis de todos os departamentos da Capital, da Grande São Paulo e no interior”, contou. Mais de 2.500 viaturas foram empregadas na operação, cujo nome vem do latim e significa “unidade”. Os trabalhos foram coordenados pelo delegado-geral adjunto, Valmir Eduardo Granucci.

Desde dezembro, foram realizadas outras quatro operações semelhantes no Estado. Apenas em maio, a maior até agora, foram 3.234 adultos presos e menores de idade apreendidos. No mês seguinte, quando a ação teve o objetivo de combater homicídios, operação semelhante deteve 2.158 suspeitos.

Crime organizado

As cúpulas de facções criminosas paulistas também estiveram no foco do trabalho de inteligência desenvolvido para a Operação Unus.  Ontem, na Região Metropolitana de São Paulo, quatro pessoas foram indiciadas, suspeitas de serem responsáveis pela contabilidade de uma facção criminosa em Cotia – distante 34 quilômetros da Capital.

Entre as quadrilhas desarticuladas, estão algumas especializadas em roubos a banco e extorsões mediante sequestro, além de autores de homicídio.

Drogas apreendidas

Em 10 horas de operação, 192,19 quilos de drogas foram apreendidos pela Polícia Civil. A maior quantidade foi de maconha (95,36 kg) e de crack (53,06 kg).

A operação, que acontece regularmente com um intervalo de 60 a 90 dias, também localizou e recolheu 41,84 kg de cocaína, 13 gramas de ecstasy, além de outros entorpecentes diversos (1,92 kg).

Apreensão de alimentos

Durante a megaoperação, investigadores do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC) apreenderam cerca de 6,5 toneladas de alimentos irregulares produzidos em Minas Gerais e revendidos em um armazém, no Brás, zona leste de São Paulo.

“Os produtos eram feitos em fazendas sem registro e comercializados com selos de empresas diversas”, de acordo com o delegado Marco Antônio Pires, da Divisão de Investigações sobre Infrações contra a Saúde Pública do DPPC.

O dono do comércio, M.A.P.S., de 44 anos, foi preso em flagrante, no estabelecimento, que armazenava 4 toneladas de queijo, 500 quilos de mel, além de 2 toneladas de carne bovina e suína.

“Toda a carne que foi encontrada estava picada e, pela procedência desconhecida, não podemos saber se os animais estavam em bom estado ou doentes”, complementa o delegado.

Veja abaixo o balanço da Operação Unus:

 

Rafael Iglesias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s