‘Judiaram bastante’, diz testemunha sobre policial morto em baile funk Ela contou detalhes do crime e relevou que havia tráfico de drogas no local. Corpo foi queimado e parentes farão exame de DNA para reconhecer.

Posted On 07/10/2013

Filed under Uncategorized

Comments Dropped leave a response

O corpo do policial militar Leandro do Nascimento Carvalho, que foi assassinado em um baile funk, na madrugada do último sábado (5), em São Vicente, no litoral de São Paulo, ainda não foi identificado. Uma testemunha contou detalhes do crime e relevou que havia tráfico de drogas no baile.

Uma pessoa que estava no baile funk e que fez algumas imagens do rapaz baleado conta como foi o crime. “Tinha bastante gente aglomerada em cima de uma pessoa só. E outras em cima de outra pessoa que estava no chão. E a que estava no chão estava baleada e a outra estava sentada, com muitas pessoas em cima. O que estava no chão, tava com um tiro no pescoço, na artéria, estava sangrando muito. E nisso veio outro cara e tentou efetuar disparos, quatro disparos, só que falhou a arma, travou a arma umas quatro vezes e um monte de gente falando que não era polícia”, diz a testemunha que ainda disse que os traficantes são responsáveis pela morte do policial. “O que morreu levou bastante tiro no rosto, pedradas, chutes, judiaram bastante, deram bastante tiro. Foram os próprios meninos que traficam, 20 pessoas vendendo drogas. E é muita gritaria para vender droga, muita gente menor de idade usando drogas, criança usando droga”, afirma a testemunha.

policial Leandro do Nascimento Carvalho foi morto em baile funk em São Vicente (Foto: Reprodução / Facebook)Policial foi morto em baile funk em São Vicente
(Foto: Reprodução / Facebook)

O corpo do policial continua no Instituto Médico Legal (IML) de Santos e ainda não foi identificado porque o estado de decomposição está avançado. Os parentes do PM devem coletar material, nesta segunda-feira (7), para realizar um exame de DNA em São Paulo. Segundo informações da Polícia Militar e de testemunhas, o corpo deve ser do policial militar. Já o ex-sargento da Aeronáutica Denis dos Santos Pedroso, que foi baleado no pescoço, segue internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Ana Costa, em Santos.

saiba mais

O caso
O policial Leandro do Nascimento Carvalho foi morto, na madrugada do último sábado (5), em um baile funk na comunidade do Sambaiatuba, em São Vicente, no litoral de São Paulo.

Segundo testemunhas, ele foi descoberto por traficantes da região, que executaram o militar com vários tiros, além de pedradas e chutes. Após o crime, os bandidos esquartejaram e atearam fogo no corpo.

Outro rapaz, o ex-sargento da Aeronáutica Denis dos Santos Pedroso, foi baleado com um tiro na nuca e está internado em estado grave. Um terceiro homem que estaria com a dupla, um guarda civil municipal, conseguiu fugir.

Os investigadores encontraram um galão vazio dentro de um carro que teria sido utilizado pelos traficantes que assassinaram e queimaram o corpo do policial.

O caso está sendo investigado no 2º Distrito Policial de São Vicente. Além disso, a polícia ainda informou que irá apurar as denúncias sobre venda e consumo de grandes quantida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s